Conheça a comovente história por detrás do famoso túmulo do “Anjo do Sofrimento”

- abril 05, 2018
Wikipedia



O túmulo que você vai ver agora não é como todos os outros. Normalmente, ninguém quer olhar para essas coisas, que só lembram a dor, tristeza e sofrimento. Mas essa sepultura é diferente… ela representa uma verdadeira história de amor que tem inspirado muitos artistas pelo mundo fora.

William Wetmore era um escultor, poeta, crítico de arte e editor americano, nascido a 12 de fevereiro de 1819. O homem tirou uma pós-graduação em Harvard e tinha um futuro brilhante como advogado. No entanto, ele decidiu a deixar a carreira jurídica para se dedicar à sua grande paixão: ser escultor.

Ele resolveu se mudar para Roma. Lá, ele se casou como Emelyn Story e teve vários filhos, que mais tarde também seguiram um percurso no mundo da arte.

No dia 7 de janeiro de 1895, o grande amor de sua vida morreu. William tinha 77 anos na altura e ficou absolutamente devastado. Para demonstrar o grande afeto que sentia por ela, ele esculpiu um “Anjo do Sofrimento” ou “Anjo da Mágoa” em um bloco de mármore.


Wikipedia


Esse anjo está no Cemitério Protestante, em Roma, e foi a última obra do escultor. Alguns anos após a morte de sua esposa, ele também faleceu e foi enterrado na mesma sepultura. Assim, William pode descansar ao lado de sua amada esposa. No túmulo podemos ler:

“Este monumento é o último trabalho de W.W. Story, criado em memória de sua amada esposa”.

Essa escultura, para além de representar o imenso amor que ele sentia por Emelyn, é uma obra de arte muito visitada. Ela serviu de exemplo e inspiração para muitas artistas. Existem réplicas por todo o mundo: em Little Rock (Arkansas), Costa Rica, Canadá, Reino Unido, entre outros.


Wikipedia


O termo “Anjo do Sofrimento” é agora usado para descrever todas as esculturas espalhadas por todo o mundo que mantêm o mesmo estilo. A obra de arte também serviu como inspiração para criar as capas de álbuns de várias bandas como Evanescence, Nightwish, Odes of Ecstasy, entre outros.


Wikipedia


A escultura requintada mostra as duas grandes paixões de William: a escultura e a sua esposa Emelyn.


Wikipedia


O amor profundo e verdadeiro que William sentia pela sua amada fez com que ele criasse essa incrível obra de arte. Ela reflete a dor que ele sentiu após a sua morte, e o sofrimento foi tanto que até os anjos choraram por sua partida…


 Fonte: História Com Valor
Advertisement