Escondido da família, rapaz vende um rim para ter um casamento de luxo, e morre um mês depois.

- abril 03, 2018


Muitas pessoas hoje em dia, infelizmente está acostumada a viver em dívidas. E por isso, elas aceitam fazer empréstimos de tudo que é forma. Para comprar casas, carros, eletrônicos e outros. Um empréstimo para a realização de um casamento, não surpreenderia ninguém. Mas quando um jovem ucraniano de 20 anos pediu a mão de sua amada e o seu coração, prometeu-lhe um casamento fabuloso e muito alegre.

Contudo, o jovem não calculou muito bem suas possibilidades financeiras. Por que um casamento por mais modesto que fosse, em sua cidade raramente seria abaixo de 3 mil dólares. Por conta disso, ele decidiu tomar uma atitude desesperadora.

O jovem disse à família que ele iria para o exterior para ganhar dinheiro e poder ter um casamento decente. Pouco tempo depois, ele trouxe consigo 15 mil dólares, e sua família não o questionou como ele conseguiu tanto dinheiro em tão pouco tempo.

Logo depois do casamento o jovem adoeceu, e sua família e esposa ficaram horrorizadas. Como poderia um menino forte e saudável em seus plenos 20 anos estar morrendo diante de seus olhos. E um mês depois do casamento, ele morre.

Após a autópsia, a família descobriu qual foi a causa de sua morte. O jovem foi morto devido a complicações que surgiram após a remoção de um rim.

Ele queria fazer sua amada a mulher feliz do mundo, mas, em vez disso, deixou a mesma com uma dor insuportável, a da perda.

É triste saber que este não é um caso isolado. Anualmente, cerca de 30 ucranianos vendem ilegalmente seus próprios órgãos. Na maioria das vezes, as pessoas vão para o Equador, o Azerbaidjão e a Kosovo para vender um rim, parte do fígado ou a medula óssea.

Após a operação, eles recebem apenas uma pequena parte do dinheiro, de 3 a 15 mil dólares, enquanto o mercado negro dos corpos fatura ao ano 20 bilhões de dólares. A maioria desses vendedores morre ou se torna inválida para a vida.iramente pensamos que era um terremoto”, disse Todd Sherman, respondendo à mensagem de Lavrusik.

Fonte: La País
Advertisement