Estudo afirma que ninguém é 100% hétero: entenda a explicação dada por cientistas.

- abril 04, 2018


Dizer que alguém se interessa exclusivamente pelo sexo oposto é, segundo cientistas, impossível. Um novo estudo descobriu que pessoas não são atraídas por apenas um gênero, mesmo que se identifiquem como heterossexuais. Entenda:

Ninguém é completamente hétero, diz estudo

Um estudo da Universidade Cornell, publicado no Jornal de Personalidade e Psicologia Social, descobriu que a sexualidade existe em um único espectro para todo mundo, incluindo quem é ou não é atraído pelo sexo oposto.

Os resultados foram obtidos após voluntários homens e mulheres assistirem a uma série de vídeos pornôs para que fosse analisado o que os excitava ou não.

Ao invés de simplesmente perguntar o que os participantes sentiram, os cientistas mediram a dilatação de suas pupilas como um indicativo de excitação.


Os olhos das mulheres dilataram enquanto assistiam a vídeos de sexo de casais heterossexuais quanto de lésbicas. Os homens mostraram o mesmo sinal de excitação em vídeos de masturbação masculina e feminina.



Um dos autores do estudo, Rich Savin-Williams, afirmou ao site Broadly que a pesquisa mostra como preconceitos culturais e barreiras sexuais precisam mudar para que pessoas se sintam mais confortáveis com quem são atraídos.

Outro estudo mostrou que a preferência sexual de mulheres pode mudar com o passar dos anos e variar entre lésbica, heterossexual e bissexual.

Isso mostraria que pessoas que gostam assumidamente dos dois sexo não são necessariamente "confusas" ou estão "experimentando", já que seria impossível ser 100% heterossexual.


Fotos: SYDA PRODUCTIONS/SHUTTERSTOCK| MLENNY/ISTOCK

Fonte: Universidade Cornell, publicado no Jornal de Personalidade e Psicologia Social
Advertisement