Mulher descobre bebê abandonado e enterrado – 20 anos depois, eles se reencontram

- maio 23, 2018




Na noite de 16 de maio de 1998, Azita Milanian, que morava na Califórnia, foi convidada para dançar com alguns amigos. Em vez disso, a mulher decidiu ir correr com os seus cachorros pelos montes Altadena. Enquanto corria pela paisagem rústica, um dos seus cães fez uma pausa: ele encontrou um bebê abandonado e enterrado!

Cão encontra bebê durante caminhada

O animal cavou um pouco da terra ao lado do caminho, e quando Milanian deu uma olhada mais de perto, ficou chocada. Saindo da sujeira haviam dois pequenos pés.. nessa altura, a criança enterrada começou a chorar, como se estivesse fazendo um pedido de ajuda!

“Por favor, não morra”, disse Milanian. “Eu nunca te deixarei. Eu te amo.” O bebê foi enrolado em uma toalha e não apenas abandonado, mas enterrado. Quem fez isso queria mesmo dar um fim à vida do recém-nascido.

“Ele agarrou meu pulso e parou de chorar”, disse ela.”Foi muito emocionante. Que tipo de humano doente faria algo assim? Ele ainda tinha o cordão umbilical pendurado no estômago.” O bebê foi levado às pressas para o hospital, onde ele foi tratado. Sua temperatura corporal estava muito baixa, mas o menino forte sobreviveu.

A polícia fez buscas e ofereceu recompensas a quem desse informações que levassem à descoberta da mãe da criança. Infelizmente, as autoridades nunca chegaram a descobrir os pais do garoto. Uma mulher anônima telefonou para saber quais as acusações que seriam feitas contra a mãe e descobrir como o bebê estava, mas ela nunca se identificou. As autoridades acreditam que a progenitora pode ter sido uma menor de idade, que não sabia o que fazer e acabou lidando mal com a situação.

Garoto é adotado

Milaniano chegou a pensar em adotar a criança, mas temia que o caso se tornasse público demais e que o menino não estivesse seguro com ela. Ela manteve contato tanto quanto conseguiu, mas quando ele foi adotado, ela acabou por perder o contato.

“Eu fiquei esperando que ele me encontrasse, da mesma forma que nos encontrámos naquele dia”, disse Milanian. O garoto que a equipe do hospital chamara carinhosamente de bebê Christian nem sabia que tinha sido adotado até os 17 anos. Ele só descobriu sua história nessa idade.

Um programa de rádio perguntou ao garoto se ele queria fazer um teste de ADN e obter os resultados ao vivo, e ele concordou. Mas, quando os produtores descobriram sobre o papel de Milaniano, eles também a convidaram.

A reunião foi alegre, e Milaniano finalmente ficou em paz, sabendo que o bebê frágil que ela salvou havia sobrevivido e prosperado. O bebê Christian, agora Matthew Whitaker, chamou Milaniano de anjo. Ele está grato por sua família e sabe que os pais que o abandonaram não teriam sido bons para ele.

“Estou aqui hoje. Eu vivi uma ótima vida,” disse ele. “Eu fui adotado em uma grande família. Eu não podia pedir mais aos meus pais.”

Um lindo final feliz, graças ao cachorro e à bondosa senhora que levou o bebê para o hospital. Se gostou, compartilhe esta história com seus amigos.

Fonte: Liftable

Advertisement