Escutam um gemido do cemitério. Procuram entre os túmulos e encontram um bebê pedindo calor.

- junho 14, 2018



Certa manhã, num cemitério em Fillipinas, um choro de partir o coração atraiu a atenção dos habitantes locais. Rapidamente foram à frente para descobrir o que era e depois de passar por diferentes lugares, em um local bastante afastado, descobriram um terrível abandono que certamente não será fácil para eles esquecerem.



Havia um bebê de 2 meses preso entre dois túmulos em um lugar infestado de ratos e cachorros.

Mas o seu triste destino mudou graças aos seus choros, o que lhe permitiu ser encontrado depois de uma grande procura no cemitério de Quezon.



Assim que o viram no cimento frio, os vizinhos pegaram o menino e o levaram imediatamente ao hospital, onde confirmaram que ele estava bem, apesar do grande número de horas que ele havia sido abandonado, pois acredita-se que ele foi deixado à noite e ficou lá até a manhã seguinte, quando foi encontrado. "Um vizinho encontrou o bebê quando o ouviu chorar. Ele correu de volta para sua casa em busca de ajuda e um grupo de pessoas foi procurar o bebê", disse Angel Castillo, morador local.

Mas quem poderia ter feito algo assim?



Depois de ouvir a notícia, a própria avó da criança reconheceu seu neto e identificou sua própria filha, chamada Lara Sentillas, como a responsável pelo abandono. Então, depois de procurá-la, a polícia a encontrou e a prendeu imediatamente.



Segundo o diretor regional da polícia de Calabarzón, Guillermo Eleazar, a mãe enfrentará acusações criminais pelo abandono de seu bebê pela violação da Lei da República nº 7610 ou da Lei contra o abuso infantil. E enquanto durar a investigação, a criança ficará sob os cuidados das autoridades locais.


Fonte: upsocl

Advertisement