Papa Francisco beija uma bebê na cabeça — dois meses depois pais testemunham um milagre

- junho 07, 2018


Existem alguns momentos da vida que são simplesmente inesquecíveis. Eu posso me lembrar claramente de visitar meu irmãozinho no hospital pela primeira vez quando ele nasceu, por exemplo. Também posso lembrar vivamente de ter recebido meu diploma depois de três anos de universidade.

Embora as duas coisas sejam interessantes, elas contrastam com o que a família Masciantonio experimentou quando sua filhinha, Gianna, conheceu o Papa Francisco na Filadélfia.

A família recebeu um telefonema de um amigo do FBI, Donny Asper, que por acaso estava trabalhando na segurança do Papa naquele dia. Ele os instruiu a irem ao centro rapidamente e a família, claro, seguiu as instruções.

Donny queria que a filha de seus amigos, Joey e Kristen, conhecesse o Papa. Os pais são católicos devotos e Gianna fora diagnosticada com um distúrbio sanguíneo extremamente raro e um tumor.

Eles esperavam receber as bênçãos do Papa Francisco para ter alguma esperança. Havia milhares de pessoas na área querendo chegar perto do Papa, e a família estava hesitante em até mesmo deixar sua casa, pois temiam que a condição de Gianna pudesse piorar no meio de uma multidão.

Mas decidiram ir. E foi a melhor decisão que podiam tomar…

A família se dirigiu para uma área onde se esperava que o Papa passasse. Assim que Joey viu o o Papa Francisco indo em sua direção, ele segurou Gianna no alto para atrair a atenção dos guardas de segurança. Um deles viu a garota e levou-a ao Papa.

Lá, entre milhares de espectadores, o Papa Francisco beijou a criança em sua cabeça – a família tinha sido abençoada!

No fim do dia, tudo voltara ao normal. As visitas dos médicos eram frequentes e a família tentava permanecer positiva diante das adversidades.

Mas então, apenas seis semanas após o encontro de Gianna com o papa, Joey e Kristen tiveram uma notícia que beirava um milagre. Exames mostravam que o tumor havia encolhido significativamente, permitindo que Gianna pudesse começar a se recuperar.

O beijo do Papa teve um efeito curativo? Nós nunca saberemos, mas a família tem certeza de sua própria crença: “O beijo foi obra de Deus, com certeza.”

Assista ao vídeo abaixo para mais:



Você acredita que Deus usou o Papa como um canal para conceder um milagre à Gianna? A família certamente acha!

De qualquer forma, é ótimo que o tumor da menina tenha diminuído e desejamos a ela tudo de bom para seguir em frente. Compartilhe se você acredita em milagres!


Fonte: Newsner
Advertisement