Restaurante fica desolado após pai ter de pedir ‘permissão’ para levar filho com deficiência para dentro

- junho 30, 2018


Ter um filho com deficiência pode ser difícil para qualquer pai ou mãe. Muitas vezes existem inúmeras consultas médicas, noites sem dormir e momentos estressantes. Apesar de tudo, eles são uma bênção para qualquer família. Crianças com necessidades especiais podem ter o coração mais gentil e os sorrisos mais doces.

Infelizmente, algumas pessoas têm dificuldade em serem pacientes com as pessoas com deficiências. Há quem faça olhares ou comentários, o que pode ser muito doloroso e frustrante para a pessoa e para a sua família. Este pai que vamos ver em seguida já sofreu desse tipo de discriminação, e isso afetou a maneira como ele saía para comer com o filho deficiente.

Pai pede permissão para levar o filho

Quando ele foi para ao restaurante Barrel Chapeltown, ele perguntou aos funcionários se tinha permissão para levar o seu filho para dentro. Ele explicou que recebeu comentários negativos no passado, enquanto o seu filho fez barulhos altos e acenou.

Os funcionários ficaram arrasados ​​ao ouvir o pedido de permissão. Eles disseram ao homem que ambos eram bem-vindos, e não pararam por aí. O proprietário, Steph Tate, decidiu fazer um post na página do Facebook do restaurante. Ela queria ter certeza de que todos sabiam que as pessoas com deficiência são sempre bem-vindas para jantar.

Dono do restaurante – “as pessoas deficientes são bem-vindas”

“A minha intenção não é envergonhar o pai com quem conversei ontem, revivi aquele momento na minha cabeça a noite toda. Pensei como aquele homem se deve ter sentido ao perguntar se o seu filho tinha permissão para entrar”, dizia o dono do restaurante. “Isso fez-me pensar em quantas outras pessoas devem estar na mesma posição.”

Tate passou a dizer que todos eram bem-vindos no seu restaurante, e que a sua equipe faria qualquer coisa para ajudar a acomodar pessoas com deficiência. “Se você está sentado em casa com uma criança deficiente, parceira ou amiga, e sente-se no limite de levá-los a qualquer lugar devido ao medo de alguém fazer comentários, sinta-se à vontade para trazê-los aqui”, escreveu.

“Se eu encontrar alguém fazendo comentários ou sendo desrespeitoso, eles serão convidados a sair, você não.”

É comovente ver alguém reconhecer a importância de amar a todos. Os portadores de necessidades especiais são seres humanos como o resto de nós. Ninguém está livre de ter um filho com deficiência, ou qualquer outro familiar.

Compartilhe se acha que todos os seres humanos merecem respeito por igual!

Fonte: Liftable
Advertisement