Veja o lamentável castigo que o jogador da Coreia receberá por perder.

- junho 25, 2018




Para um jogador de futebol, jogar em uma copa do mundo é a maior honra que ele pode receber, não só representa seu país com orgulho, mas é a sua oportunidade de brilhar e ganhar mais seguidores.



Mas no caso do astro do futebol sul-coreano Son Heung-Min, o interesse vai muito além, já que ele deveria apresentar um desempenho muito bom na Rússia 2018 para evitar a prestação de serviço militar em seu país, o que é obrigatório e seria uma punição imerecida para sua brilhante carreira.



Você sabe o que significa fazer serviço militar na Coréia do Sul? Tem a fama de ter técnicas de treinamento violentas e brutais, o abuso é tão grande que há casos de jovens que se machucam para não serem recrutados.



Todos os homens entre 18 e 35 anos são obrigados a passar pelo menos dois anos servindo o país, sendo um dos serviços mais longos e hostis do mundo. Isso representa um grande problema para o jogador de futebol, porque se ele não fizer isso, enfrentará uma pena de dois anos na prisão.



O atacante do Tottenham está vivendo o melhor momento de sua carreira, por isso uma interrupção seria devastadora, pois deixaria de receber seu salário de cerca de 7 milhões de dólares por ano, não receberia todos os seus patrocínios, e a pior parte, se retornar aos tribunais levaria muito tempo para recuperar as habilidades e o ritmo da competição.

Sua única opção para evitar o serviço militar era desempenhar um papel espetacular na Copa do Mundo de 2018 na Rússia, e há um precedente para isso: o governo sul-coreano abriu uma exceção com a equipe por conseguirem o quarto lugar na Copa do Mundo de 2002. Deste modo livraram jogadores como Ji-Sung Park e Jung Hawn.


Mas, com a vitória do México e a eliminação da Coréia do Sul, não temos escolha a não ser desejar sucesso a este extraordinário jogador.

Você acha que o governo sul-coreano deveria perdoá-lo? Comente

Fonte: Vuntun
Advertisement