Disseram para o homem colocar a mulher num lar há 27 anos, e ele levou-a a viajar pelo mundo em vez disso.

- julho 02, 2018


Com divórcios e separações acontecendo com tanta frequência, é difícil ter esperança no amor verdadeiro e duradouro. Por isso, a história deste casal é uma verdadeira lufada de ar fresco. Estes dois vão fazer você acreditar de novo no amor. Há 15 anos, os médicos disseram para Andy Fierlit colocar a mulher, Donna, num lar. Mas, em vez disso, ele decidiu viajar com ela pelo mundo!

Andy e Donna Fierlit conheceram-se em 1958, e estão casados há 52 anos. Eles têm 4 filhos e 12 netos juntos. Em 1991, Donna começou a ter uma intensa enxaqueca enquanto participava de uma festa de Natal. Ela pensou que, se dormisse, a dor iria passar. No entanto, tudo acabou por ser muito mais grave.

Ela desmaiou no dia seguinte, e os médicos descobriram um aneurisma cerebral que a deixou parcialmente paralisada. A mulher ficou confinada a uma cadeira de rodas, e os médicos encorajaram Andy a colocar a sua esposa numa casa de repouso. Eles disseram que ela precisava de muito cuidado. Tudo o que Andy conseguia pensar, no entanto, eram nas quatro palavras dos seus votos matrimoniais: “para o bem e para o mal”.

   Twitter

Esposo recusa-se a colocar a mulher num lar
Em vez de colocar Donna numa casa de repouso, o homem comprou dois ingressos para um cruzeiro para as Bermudas. Este cruzeiro foi a primeira de muitas viagens ao redor do mundo para o casal resiliente. “Claro, é um desafio, mas eu amei Donna desde o dia em que a conheci, e não consigo imaginar fazer outra coisa”, disse Andy. “Desde aquela primeira viagem”, sempre digo: ‘Por que não?’ O pior que pode acontecer é que se transformar num pesadelo.”



Enquanto Donna sofre de perda de memória a curto prazo e mobilidade limitada, ela permanece positiva e desfruta completamente das muitas aventuras que consegue compartilhar com o marido amoroso. “Eu tive uma vida espetacular e estou extremamente grata. Todo dia tem sido uma aventura com um marido como Andy”, disse ela.

Mesmo quando as coisas não saem como o planejado, o casal aprendeu a rir e a pensar de forma criativa e positivo. Por exemplo, enquanto esperavam por um trem numa estação em Bruxelas, eles rapidamente perceberam que não havia uma rampa para a cadeira de rodas de Donna. “Então, eles colocaram Donna num carrinho de bagagem”, disse Andy.

“Em cada viagem… quase sempre nos deparamos com pessoas carinhosas e amorosas. Todo mundo ama Donna, e vê-la iluminar um quarto sempre me deixa feliz por ela ainda estar ao meu lado.”


Twitter
Casal já está planeando novas viagens
Andy e Donna já visitaram todos os sete continentes e mais de 20 países! E eles ainda estão planejando aventuras futuras juntos. A Escandinávia é a próxima da lista. Até mesmo os filhos reconhecem o quão especial é o amor dos pais. Uma das filhas, Allison Peters, disse: “Meus pais realmente testaram o ‘nos bons e maus momentos, na saúde e na doença'”

“Mas a minha mãe ter ficado doente nunca mudou o amor deles um pelo outro. Isso só o fez crescer em uma direção diferente, e acho que os focalizou para viver cada dia ao máximo, e não adiar as coisas que eles queriam fazer. É por isso que eles viajaram pelo mundo.”

Compartilhe se também ficou inspirado com a história de amor destes dois!

Fonte: Liftable
Advertisement