OS AVÓS SÃO PESSOAS COM PRATA NOS CABELOS E OURO NO CORAÇÃO.

- julho 25, 2018


Os avós já exerceram o papel de pais, e por isso agora é a hora de desfrutar ensinando, sem a necessidade de impor a sua autoridade, e compartilhar assim momentos inesquecíveis com seus netos.

Os avós são pontos cardeais na vida de quem teve o prazer de desfrutar a sua companhia. Heróis de nosso passado que estarão sempre ao nosso lado, seja no presente ou no futuro.

Os avós são estas pessoas bonitas que nos deixam um legado emocional cheio de histórias maravilhosas, de magia, de suspiros incríveis que sabem de tempos passados e tem um aroma de lar.

Estes são eles, os avós, reis dos sentimentos de nossa infância e da intensidade de grande parte das lembranças mais inesquecíveis e adoráveis que possuímos em nossas vidas.

Os avós são uma deliciosa combinação de risos, histórias e amor

Do que são feitos nossos avós?

De risadas, histórias, guloseimas, segredos e amor. Principalmente isso: carinho em quantidades industriais.

Eles são sinônimo de uma união de gerações através dos presentes e doces, de um jogo permissivo, de um consentimento desmedido que sempre ameaçará acabar com a paciência dos pais.

Histórias vazias de medos e repletas de alegria, de risadas, de voltas inesperadas, de ternura, de amor… cabelos prateados que se movem com o vento, olhares cúmplices e um quintal e ouro no coração.

os avós são pessoas

Nossas raízes, sua pegada emocional

Os segredos compartilhados que constroem as nossas raízes, o amor incondicional que as fez crescer e a dedicação e o respeito que iluminaram a copa da nossa árvore. Tudo isso consegue um avô através de seu carinho e da sua dedicação.

Que grande verdade aquela de que os avós que cuidam de seus netos deixam pegadas na alma e tiram um doutorado em amor. É maravilhoso sentir que somos amados e protegidos além do bem e do mal, passe o que passar.

A verdade é que as pautas de criação que um avô pode desenvolver com seus netos têm muitas vantagens. A primeira delas, que não está submetida à pressão da educação paterna que requer uma causa e efeito e, às vezes, uma “briga” de interesses constante.



A figura dos avós ganha com a sua autoridade quase por decreto de amor e, habitualmente, temperança de um avô consegue abrir os ouvidos dos netos. Por quê?
Porque um avô pode se permitir ensinar enquanto caminha, cozinha ou cuida das plantas de maneira sossegada.

Porque um avô sabe melhor do que ninguém como nossos pais foram quando pequenos e fizeram mil travessuras. As crianças adoram ouvir estas histórias e ficam fascinadas com o fato de que, em uma certa etapa da vida, seus pais também tenham sido pequenos.
Porque usam canções, brincadeiras, jogos, contos e brinquedos de antes que já não são mais famosos, mas que as crianças adoram.

Fonte: O segredo.
Advertisement