Pessoas então querendo beber o “caldo” que estava no Sarcófago Negro de Alexandria!

- julho 28, 2018

Recentemente, um sarcófago feito de granito negro, que pesa em torno de 30 toneladas, foi descoberto intacto durante uma escavação em Alexandria, no Egito, após ficar cerca de 2 mil anos enterrado.
Tal sarcófago levantou uma infinidade de comentários entre a comunidade que pesquisa artefatos históricos: isso porque os pesquisadores demoraram para finalmente abrir o artefato, e revelar o que havia lá dentro, o que deu tempo para o pessoal que curte bolar teorias da conspiração formularem suas próprias ideias mirabolantes.
Com a abertura do sarcófago, o que foi encontrado lá dentro tem levantado uma série de perguntas. As fotos da abertura revelam um “caldo” de tom avermelhado que ainda não foi estudado a fundo pela comunidade acadêmica.
Entretanto, o que eles já descobriram é que o caixão continha três esqueletos, sendo que um deles parece ter morrido em consequência de um ferimento provocado por uma flechada, e o trio se encontrava em um “caldo”, de cor vermelha escura.
O artefato histórico foi datado como sendo da Era Ptolomaica, uma dinastia que reinou no Egito de 305 a 30 a.C. e caracterizou-se por ser um período seguido por guerras e batalhas sangrentas. Os pesquisadores levantaram a hipótese de que os ocupantes do sarcófago sejam soldados da época que morreram durante algum conflito, mas nada foi confirmado realmente.

Mas o que chama mais a atenção nessa história toda é que um bando de malucos está fazendouma petição para tomar o líquido que foi encontrado dentro do sarcófago!
De acordo com Sara G. Miller, do site LiveScience, o pedido foi postado no site change.com e está endereçado ao “Rei dos Esqueletos”. A petição pede permissão para consumir o “suco avermelhado” do “sarcófago negro amaldiçoado”.
A ideia do grupo é beber o caldo como uma espécie de energético gaseificado para que quem consumir tal bebida possa “assumir seus poderes”.
Por mais que o sarcófago tenha permanecido intacto por tantos séculos, não podemos deixar de observar que o granito é um material altamente poroso e, portanto, depois de dois mil anos debaixo da terra, tenha incorporado diversos materiais no tal caldo. Além do fato de que três corpos passaram pelo processo de decomposição dentro do sarcófago, o que significa que eles contribuíram com uma grande quantidade de matéria orgânica putrefata e uma quantidade enorme de microrganismos para “enriquecer” o caldo.
sarcófago
Não se pode afirmar do que o caldo presente no sarcófago negro é composto sem antes fazer todos os testes e pesquisas, mas também não precisamos ser gênios para imaginar que a ingestão do caldo não fará nada bem a quem beber.


Obviamente nada tem sido levado a sério pela comunidade acadêmica. No entanto, a petição já conta com mais de 17,7 mil assinaturas de pessoas que querem beber o caldo! [LiveScience]
Advertisement