"Como homem, tenho todos os desejos", diz Pe Fábio de Melo.

- agosto 04, 2018


Fábio de Melo abriu o jogo sobre relacionamentos e seus desejos como homem. O padre revelou ter namorado na adolescência e no período em que esteve no seminário. E acrescentou que tal experiência serviu para reforçar sua opção pelo celibato e auxiliá-lo no diálogo com quem o segue.

“Eu tenho muita honestidade com aquilo que eu sinto. Se eu percebo que aquele relacionamento está abrindo porta para uma realidade que não me pertence, eu penso duas, três, quatro vezes, antes de dar um passo naquilo ali. Então claro que eu, como homem, tenho todos os desejos como todos os outros, só que eu preciso enfrentar com as responsabilidades minhas que são diferentes de outro homem que não fez as mesmas opções que eu”, enfatizou.

Fábio afirmou lidar bem com o assédio de fãs: “Toda abordagem eu lido com respeito porque eu acho que, se a pessoa gosta de mim por um motivo, eu tenho uma responsabilidade com ela. É claro que se há uma distorção de como ela me enxerga, eu estabeleço um limite. Porque eu acho que até nessa situação eu posso exercer meu ministério ali”.

A entrevista contou também com comentários do padre sobre depressão: “Eu fui uma pessoa que sempre sofreu muito. A minha vida sempre foi muito difícil. Mas eu nunca escolhi o papel de vítima. Nunca achei confortável ser vítima. […] Quando eu tive a crise do pânico e o processo depressivo, eu me sentia ainda mais humano, ainda mais próximo das pessoas. Porque, às vezes, as pessoas têm essa ilusão de que “o padre não se entristece, o padre não tem problema”.

Fonte: Terra.com.br
Advertisement