Bebê de 2 anos começa a vomitar sangue, fica azul e perde a vida no hospital: agora os médicos estão alertando sobre este perigo.

- outubro 10, 2018




A filha de Stephanie e Brian Florer, Brianna, deixou este mundo por algo completamente evitável. É normal as crianças curiosas colocarem coisas em suas bocas. Muitas vezes, isso é completamente inofensivo e é apenas uma outra maneira deles explorarem o mundo. No entanto, o que esta bebê de 2 anos colocou na boca foi mortal.

Brianna perdeu a vida depois de encontrar uma pequena bateria e colocá-la na boca, durante as celebrações de Natal com sua família. A bateria era semelhante à da imagem abaixo:

Sintomas dias após a ingestão da bateria

Ninguém sabe exatamente quando ela comeu a bateria, embora tenha sido no máximo seis dias antes de sua morte. No início, a bebê de 2 anos mostrou sinais de febre, embora não fosse muito alta. Então, dois dias depois do Natal, ela ficou com o rosto azul. Ela começou a vomitar sangue e foi levada às pressas, via ambulância, para o hospital.

A bateria que ela engolira começou a vazar ácido que queimou o esôfago de Brianna e sua artéria carótida. Os médicos fizeram tudo o que podiam, mas já era tarde demais. A família teve que passar o fim-de-semana de Ano Novo planejando um funeral. Agora, o Natal é um lembrete para a família sobre o trágico destino de sua amada filha.

O avô Kent Vice explicou com lágrimas nos olhos que ela era “um anjinho”, e que ele cuidara dela muitas vezes enquanto seus pais trabalhavam. De acordo com o National Capitol Poison Center, entre os anos de 2005 a 2014, 11.940 crianças pequenas engoliram baterias. 15 dessas crianças morreram, segundo o jornal britânico Daily Mail.

Se você tiver pilhas em um controle remoto ou similar, tape sempre a tampa da bateria para que seus filhos não consigam chegar até elas. Ajude-nos compartilhando este aviso para que mais pessoas entendam o perigo de armazenar baterias onde as crianças possam acessá-las.

Fonte:
Advertisement