Bebê nasce com enormes sinais, e o médico revela o que nenhuma mãe quer ouvir.

- outubro 10, 2018


Para os pais, deve ser muito difícil ouvir que o seu recém-nascido tem uma doença. O bebê mal chegou ao mundo e já tem de lidar com problemas. Mas, não importa quantos obstáculos têm que ultrapassar, as crianças geralmente encontram uma maneira de lutar e surpreender a todos com força e perseverança. Este menino que nasceu coberto de enormes sinais é um exemplo disso. Sua coragem é inspiradora, e todos nós temos algo que aprender com ele.

Quando Dylan nasceu, há cinco anos atrás, os médicos logo perceberam que algo não estava certo. As costas dele eram de cor vermelha escura, e o resto do corpo estava coberto de grandes manchas negras.

Médicos descobrem origem dos enormes sinais

Pouco tempo depois, foi descoberto que Dylan sofria de uma doença grave chamada Nevo Melanocítico Congênito. Cerca de 80% de seu corpo estava coberto de marcas de nascença. Os médicos explicaram à mãe, Kara, que seu filho teria que passar por várias cirurgias durante os primeiros anos de vida.

Quem tem esta doença está exposto a um elevado risco de câncer de pele. Portanto, é extremamente importante que os pacientes sejam examinados diariamente, caso existam alterações nas marcas de nascença.

O sinal gigantesco que cobria a maior parte das costas de Dylan era tão grande que os médicos queriam removê-la cirurgicamente. Mas essa não seria uma operação fácil, pois exigia um transplante de pele de outras partes do corpo do bebê.

Menino é submetido a inúmeras cirurgias

Quando Dylan ficou mais velho, seus médicos decidiram prosseguir com as operações mais complicadas. Para terem pele suficiente para os transplantes, os médicos tiveram que inserir implantes, semelhantes aos implantes mamários, no corpo do menino.

Dylan usou os implantes durante três meses, e sua pele ficou maior durante esse período. A ideia era ter excesso de pele suficiente para cobrir a área do enorme sinal, localizado nas costas, quando ele fosse removido.

Até agora, Dylan já fez mais de 26 operações. Felizmente, cerca de metade do seu sinal gigante já foi removido. “Estamos mantendo a esperança de que os sinais nunca se tornem cancerosos, mas ele pode desenvolver câncer a qualquer momento”, disse Kara. “Ele faz uma cirurgia a cada três ou seis meses, dependendo de qual área do corpo.”

Apesar de todas as cirurgias, e do tempo que precisa ficar em recuperação, Dylan é um garotinho feliz. “Estamos tentando fazer o que é melhor para ele, queremos lhe dar a vida mais cheia e mais longa que pudermos”, disse a mãe. “Dylan me surpreende constantemente, ele sempre tem um sorriso no rosto e sente que é dono do hospital, todas as enfermeiras o conhecem e amam.”

Feliz apesar da aparência

Dylan está bem ciente de que ele tem uma aparência diferente da maioria das crianças. Estranhos geralmente param e olham quando ele está em público. Quando isso acontece, Dylan simplesmente explica o motivo pelo qual ele é diferente.

Geralmente, as pessoas são apenas curiosas, e não desagradáveis. No entanto, já houve momentos em que alguém foi cruel com o garoto. “Uma vez, em um supermercado, um gerente de loja nos pediu para sair porque um de seus clientes estava chateado por ter visto nosso filho, o que foi muito perturbador”, disse Kara.

A mãe se recusa a esconder ou ter vergonha de seu filho. “Não tenho medo de levá-lo a sair, e não quero que ele fique preocupado ou pense que há algo pelo qual ele deveria se envergonhar.”

Dylan é um menino corajoso e absolutamente adorável. Apesar de suas marcas de nascença, ele tenta ser positivo e fazer uma vida normal, tal como todas as outras crianças. Nós esperamos que as operações restantes sejam um sucesso, para que ele possa finalmente ficar livre de hospitais!

Compartilhe essa história para celebrar a bravura e espírito de luta deste garoto lindo!

Fonte:  historiascomvalor.com
Advertisement