Beber cerveja é mais eficaz contra rugas do que cremes anti-idade – Ciência explica!

- outubro 13, 2018


Pela ordem natural, conforme os anos passam, envelhecemos.

Nossas peles se tornam mais finas, o metabolismo mais lento e ficamos mais suscetíveis a mais doenças.
Essa é uma realidade da vida, mas aqueles que gostam de preservar a juventude de seus corpos possuem algumas opções, que incluem cremes anti-idade, exercícios e, para alguns, até cirurgias.
No entanto, de acordo com evidências científicas, existe uma outra alternativa para nos mantermos mais jovens prevenindo condições de pele como as rugas de uma maneira muito melhor para muitos de nós: a cerveja.

A Dra. Codoñer Pilar Franch Departamento de Pediatria, Obstetrícia e Ginecologia da Universidade de Valência, acredita que os antioxidantes presentes na cerveja ajudam a combater os radicais livres (moléculas responsáveis ​​pelo envelhecimento e, em alguns casos, adoecimento do corpo), diminuir as rugas e manter a vitalidade.



As cervejas podem ser grandes aliadas porque contêm mais de 200 componentes, que incluem vitamina B, ácido fólico (B1, B2, B12) e polifenóis (grupo dos antioxidantes naturais que também são encontrados em frutos e vegetais).

Entendendo melhor os radicais livres

Os radicais livres estão espalhados por todo o nosso corpo e não existe uma maneira de nos livrarmos totalmente deles. Todas as células do nossos corpo são formadas por moléculas. Essas moléculas são átomos mantidos juntos por ligações químicas obtidas por prótons (carregados positivamente) e elétrons (carregados negativamente).
No entanto, algumas das ligações produzidas não são resistentes e acabam por liberar os elétrons no organismo, que passam a agir de forma incompleta e assim se tornam radicais livres. Os radicais livres procuram no organismo algo que possa os estabilizar e, dessa maneira, acabam roubando prótons de outras moléculas e criando cada vez mais radicais livres.
As cadeias de radicais livres formadas acabam por atacar as células vivas e funcionais, o que prejudica nossos corpos de muitas maneiras e também a nossa “oxidação”, o que acaba contribuindo para o surgimento de rugas, desidratação da pele e enfraquecimento dos ossos. Esse processo costuma acontecer naturalmente, mas pode ser reforçado por fatores externos, como exposição excessiva à luz solar ou o tabaco.

Qual o papel da cerveja no combate aos radicais livres?


Codoñer diz que os antioxidantes explica que os antioxidantes presentes na cevada cozida, que contém as principais características sensoriais da cerveja, como cor, textura e aroma, ajudam a interagir com proteínas e açúcares responsáveis pelo aparecimento de compostos que induzem a formação de radicais livres.



Em nosso organismo, existe um equilíbrio entre oxidantes e antioxidantes, mas com o envelhecimento esse equilíbrio é prejudicado e acaba por favorecer os oxidantes, e é por isso que precisamos consumir mais alimentos ricos em antioxidantes para prevenir as consequências negativas do envelhecimento.

A quantidade de antioxidantes presente na cerveja pode variar dependendo da marca e processo de fabricação, então é missão de cada um encontrar aquele que mais contribui para o seu objetivo.
Para os amantes da cerveja, essa é uma incrível notícia, mas alertamos para um consumo saudável, porque, em excesso, essa bebida também pode nos fazer muito mal.
Se você é um fiel consumidor de cerveja ou tem algum amigo que seja comente abaixo e compartilhe o artigo para que essa informação possa atingir mais pessoas!

Advertisement