Respeito não é concordar. Respeito não é incentivar. Respeito não é aceitar. Respeito é só respeito! - Papo Reto Live

Respeito não é concordar. Respeito não é incentivar. Respeito não é aceitar. Respeito é só respeito!

- outubro 11, 2018



Respeito e liberdade, é o que eu quero e desejo para essa humanidade que luta pela igualdade, que batalha para ser livre, mas que não aprendeu ainda, a respeitar a liberdade dos outros.

Eu desejo um mundo onde as pessoas possam ser livres em sua essência e verdade. Eu desejo que as pessoas possam amar e serem amadas da maneira que quiserem e por quem quiserem. E que o amor de uns não provoque o ódio em outros. Eu desejo de verdade, um mundo mais consciente, mais tolerante, mais sensível a dor, a imperfeição e as escolhas alheias.



Eu desejo respeito, e para isso entendo que preciso também respeitar, mesmo o que não me agrada.

Orientação sexual. Time de futebol. Escolhas políticas. Religião. Diferentes percepções. Livre árbitro.

Vamos tentar um pouquinho mais a cada dia, a respeitar as pessoas da maneira como são, mesmo que a gente não concorde com alguns aspectos de suas vidas. Não cabe a nós julgar. Repito, não cabe a nós julgar nenhuma escolha, decisão ou vontade alheia. Respeito não é concordar. Respeito não é incentivar. Respeito não é aceitar. Respeito não é obrigação de se conviver com o que ou quem você não gosta ou não concorda. Respeito é só respeito ! Um valor essencial e primordial.



Respeito é entender que cada um tem uma perspectiva diferente, opiniões diferentes, e está tudo bem! As minhas opiniões, as minhas escolhas, as minhas vontades, não anulam a relevância das suas e vice versa.

Respeito é a decência de não fazer aos outros o que não gostaríamos que fizessem com a gente.

Sem respeito ao próximo não existirá respeito mútuo e sem respeito mútuo, teremos uma sociedade intolerante, agressiva e estagnada. Pois sem respeito, compaixão e tolerância, não há evolução e desenvolvimento humano.

E de nada adianta tecnologias revolucionárias se o espírito e comportamento humano continuarem na pré-história.

Fonte:  Resiliência Mag
Advertisement