Mãe fica aos prantos quando o professor toma o microfone das mãos de seu filho durante uma apresentação na escola.

- dezembro 04, 2018




Todos nós já passamos por isso: ficar nervoso e animado para participar de uma apresentação na escola. Aquele é um dia o qual muitas crianças e pais esperam ansiosamente todos os anos.

A maioria das crianças esperam que os pais e familiares as assistam da platéia. Crianças com pais que realmente conseguem sair do trabalho para assisti-las, são as mais sortudas.

As mamães e papais são capazes de assistir seus pequeninos no palco cantando ou atuando de puro coração. Essas crianças, por sua vez, vão sair do palco enquanto os pais se sentam e assistem tudo.

Nada de "Glu, Glu" nessa Ação de Graças

Esperando ansiosamente por este sentimento, Amanda Riddle, de Nutter Fort, West Virginia, estava incrivelmente ansiosa para ver seu filho, Caleb, em sua grande apresentação do dia de Ação de Graças.

Caleb tem autismo leve e estava muito empolgado com as suas falas! Contudo, exatamente quando Amanda esperava para ver seu filho atuando, a professora tirou o microfone de suas mãos.

Aterrorizado e envergonhado, Caleb começou a chorar no palco. Amanda se sentou em meio ao público, com o coração partido. Foi realmente difícil ver o momento tão especial de seu filho ser destruído de maneira tão cruel.

Caleb estava prestes a dizer "glu, glu" no final de sua atuação. Quando Amanda levou suas reclamações à administração, a escola alegou que Caleb não tinha falas, e que a sua apresentação havia de fato acabado.

Uma escolha da professora

Amanda se perguntou se que mal havia em dar a Caleb alguns segundos para que ele falasse apenas duas palavrinhas. Em vez de ser capaz de compartilhar aquele momento tão precioso com seu filho, Amanda foi forçada a ver seu filhinho chorar. Isso partiu seu coração.

Quando confrontada novamente, a administração da escola admitiu que deveria ter lidado com a situação de uma maneira diferente.

Enquanto a administração insiste que a professora estava apenas reconhecendo que a peça havia acabado, o superintendente compartilha que eles teriam feito as coisas de maneira diferente se precisassem "fazer isso novamente".

É fácil falar que teríamos agido diferente em uma situação semelhante. Contudo, assistindo ao vídeo, fica claro como aquilo foi doloroso para Caleb. "Oh, não!" Ele chora, enquanto a sua expressão muda de empolgação para uma completa angústia.

O que você acha de tudo isso? A decola deveria ter lidado com isso de maneira diferente? Conta pra gente nos comentários e compartilhe com seus amigos e familiares para que eles também possam opinar.


Fonte: apost
Advertisement