O Museu da Empatia sucesso em outros paises chega ao Brasil para ensinar a se colocar no lugar do outro!

- dezembro 07, 2018


O Empathy Museum, sediado em Londres, nasceu em 2015, desde então uma versão pocket de sua exposição interativa “A Mile in My Shoes” vêm circulando por diversas cidades e países, para impactar pessoas e promover a transformação.

O projeto chegou ao Brasil com o título “Caminhando em seus sapatos”, foi feita uma curadoria com 25 histórias contada por 25 personagens diferentes com o intuito de que o ouvinte possa se colocar no lugar do outro.



A ideia é falar muito da importância da empatia para sociedade, como explica a  diretora executiva do intermuseus Adrea Buoro.



“A ideia era captar questões sociais, de desigualdade, lutas e militâncias contra a gordofobia, machismo, além de abordar conceitos como superação, amor e resistência”, conta em entrevista ao Hypeness.




Esses sentimentos prometem proporcionar uma experiência única a quem visita a exposição a partir da sua escolha por qualquer caixa de sapatos, sem conhecer as informações contidas, somente o primeiro nome.

“Dizem que é a história que escolhe o visitante”, conta Renato, que também trabalha na mostra.

Uma das histórias interessantes é de uma caixa com um  calçado número 35 pertencente à Alessandra, que se tratava de uma garota de programa, que apesar da profissão sonhava em ser psicóloga. Outra caixa tinha um calçado número 42 pertencente a Paulo, ele é pai de uma portadora de Síndrome de Down. Em um áudio emocionante ele relata as dificuldades que enfrentou para superar o desafio da inclusão social a partir daquela condição da filha.

“Toda história tem um contexto, vivemos numa sociedade que tem grande desigualdade e, por isso, a gente quer promover essa sensação de olhar para as pessoas de forma mais ampla”, justifica Andrea Buoro.





A mostra encontra-se no pavilhão da Bienal de São Paulo até dia 17 de dezembro no Parque do Ibirapuera,  na Praça das Bandeiras.
Fonte:Bem Mais Mulher
Advertisement