Preso injustamente ganha chance de voltar ao trabalho: Dj famoso o presenteia com equipamento novo! - Papo Reto Live

Preso injustamente ganha chance de voltar ao trabalho: Dj famoso o presenteia com equipamento novo!

- fevereiro 10, 2019

Leonardo Nascimento um Dj do Rio de Janeiro, sentiu na pele o que é ser acusado e preso injustamente por um crime que não cometeu.

Ele passou uma semana detido, tudo começou quando testemunhas  o apontaram injustamente como autor do disparo. A advogada de defesa, Ingrid Dantas, disse que contribuiu o fato de seu cliente ter características semelhantes às dos suspeitos, ao contrário dos outros acusados.

Leonardo foi solto após a própria família levantar provas da sua inocência. Uma das provas apresentadas foram imagens da câmera de segurança que mostram o rapaz próximo ao condomínio onde mora no momento da morte de Matheus.



Perdão
Em uma atitude nobre Leonardo encontrou com a mãe da vítima do latrocínio e consolou a mulher que havia o apontado como autor do crime.

Oportunidade de recomeçar
Dennis DJ, ouviu a história de Leonardo que também é DJ, conhecido na Zona Oeste como DJ Leo e se emocionou e resolver ajudar o colega de profissão.

Dennis que é o DJ mais tocado no Brasil (segundo dados do Spotify), convidou Leonardo para uma parceria nas picapes. Porém o que o rapaz não esperava é que o encontro com DJ famoso renderia mais do que mixagens.

Ele foi presenteado com um equipamento novinho em folha para retomar a vida. “Eu estava com minha aparelhagem toda queimada. A única coisa que sobrou foi o notebook que eu comprei e fui consertando com o dinheiro do trabalho das festas lá do bairro. Eu não estou acreditando que isso está acontecendo. Às vezes, a gente passa por certas situações e não sabe o motivo. Lá na frente, descobre”. diz Leo, emocionado ao receber o novo instrumento de trabalho.

Dennis, que hoje está com 38 anos, diz que também passou muitas dificuldades no início da carreira em Caxias, e se identificou muito com a história de Leonardo: “Tenho um amigo que passou pela mesma situação que você, mas ficou oito meses até provar sua inocência. Hoje, ele me conta muitas coisas, e por isso eu digo que posso imaginar o que você passou.” conta Dennis a Leonardo.



“Eu passei por poucas e boas na prisão… Foi muito difícil. A luta dos meus pais me ajudou a me manter vivo”. comentou Leonardo que agora só quer voltar a ativa, poder estudar e aprender mais sobre o equipamento e voltar a fazer aquilo que gosta.
Fonte:Saber Viver Mais
Advertisement