Quando mãe de luto visita túmulo do filho, ela recebe sinal impossível de ignorar.

- março 30, 2019


O que acontece quando morremos permanece um mistério. Mesmo que algumas pessoas tenham suas crenças religiosas, ninguém pode ter certeza do que se segue à morte. Esse é um dos maiores mistérios da existência humana. Quase todas as religiões têm suas próprias ideias do que aconteceria; algumas delas extremamente diferentes entre si, outras bastante semelhantes.

Quando um parente falece, especialmente se a morte é inesperada, muitas pessoas buscam a religião para justificar a morte. É assim que grande parte delas consegue lidar com a perda súbita. Algumas pessoas veem sinais de que seus entes queridos ainda estão ao seu lado.

Para muitas pessoas, esses sinais não podem ser descartados como coincidências. Elas realmente acreditam que seus entes queridos estão entrando em contato da vida após a morte.

Marie Robinson, da cidade de Waterlooville, na Inglaterra, viu um desses sinais quando estava visitando o túmulo do filho. Era 1º de abril de 2017 quando algo incrível aconteceu com Marie.

Jack, o filho de Marie, tinha morrido três anos antes, de um tumor no cérebro. Ele tinha apenas quatro anos de idade quando faleceu. A morte de um menino tão novo foi um teste para Marie e sua família. A perda foi especialmente difícil para o irmão gêmeo de Jack, Liam.

O dia 1º de abril era o aniversário da morte da criança. Marie decidiu que seria uma boa data para visitar o túmulo de Jack. Antes de sair do seu carro, Marie chamou o filho, pedindo que ele lhe enviasse um sinal.

Isso foi exatamente o que ela recebeu.

Marie transbordava emoção quando se aproximou do túmulo. Era difícil para ela acreditar que seu filho já tinha partido há tanto tempo. Foi então que um pequeno pássaro, um pisco-de-peito-ruivo, voou até Marie e pousou em sua perna. De acordo com Marie, o pássaro se recusava a deixá-la. Contudo, ela não teve medo do pisco e ele também não parecia nada incomodado com a presença de Marie.

O pássaro até mesmo se moveu até os ombros da mulher e a mordiscou. Isso foi particularmente comovente para Marie, pois ela costumava levar os seus filhos gêmeos para observar piscos quando eles eram bebês. Assim, ela tomou a aproximação do pássaro como um sinal de seu filho falecido. Essa não é a primeira vez que ela tem um encontro estranho com um pisco-de-peito-ruivo desde a morte de Jack.

Marie também já viu um desses pássaros a observando no quintal. Ela capturou a interação com o pisco com o seu celular e a compartilhou nas suas redes sociais.

Fonte:
Advertisement