Hospital público de Goiânia passa a usar a arte como parte do tratamento dos doentes

- abril 19, 2019







“Os espelhos são empregados para enxergar o rosto; a arte, para ver a alma.”
– George Bernard Shaw –

Bem sabemos o quanto a arte faz bem à alma de que a aprecia. Já a arteterapia é a prova de que não apenas quem aprecia a arte é beneficiado, como também quem a produz.

A terapia artísita possibilita o desenvolvimento de habilidades interpessoais, comunicando o paciente com outras pessoas de seu ambiente de forma mais fácil, devido à facilidade de expressão que propõe. Ela aumentar a autoestima e, de modo eficaz, previne ou atenua os efeitos da ansiedade.

Sabedores disso,o Hospital de Urgências de Goiânia – GO (HUGO), inicia a inserção da arteterapia como método auxiliar e humanizador da assistência hospitalar.

“A pintura é uma terapia alternativa, que proporciona muitos benefícios, como estimular a atividade cerebral, desestressar e melhorar a comunicação. A arteterapia permite o uso de tintas e cores, que liberam sentimentos, sejam eles de afeto, angústia, raiva, frustração, prazer ou amor. Isso faz muita diferença no atendimento e no acolher dos pacientes”, explica Flávia Zenha, coordenadora do Setor Psicossocial do Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO) ao site Curta Mais.








“A gente nem pensa em outra coisa, enquanto mexe com os pinceis”, diz Domingas Santana, que acompanha o pai internado.
Cerca de 40 enfermos sairam de seus leitos e tiveram uma tarde de cores, desenhos e criatividade. A carinha desses pacientes já diz muito sobre os benefícios da arteterapia. Veja:




É sempre gratificante observar iniciativas de humanização do sistema de saúde. Parabéns aos idealizadores e a todos os profissionais envolvidos nesse projeto! Muita saúde, luz e cor a todos!





Com informações do Curta Mais
Via:Revista Pazes
Advertisement