Papa diz que é melhor viver como ateu do que ir à igreja e odiar os outros

- abril 16, 2019



O Papa Francisco nos mostra a cada discurso que é uma pessoa extremamente sensata, e tudo o que ele diz nos ajuda a refletir sobre nossos comportamentos e nos motiva a seguir por um caminho melhor, consequentemente nos aproximado de uma vida mais feliz e próspera, sejamos nós católicos ou não.



O papel desempenhado por esse Papa vai muito além da religião, é humanitário. Seus ensinamentos são muito amplos, e servem para qualquer pessoa, não é à toa que ele ganha cada vez mais o respeito e admiração de pessoas do mundo todo e de todas as crenças.


Em uma audiência recente com os fiéis, que acontece às quartas, Papa Francisco demonstrou mais uma vez o compromisso com a criação de uma sociedade mais consciente ao afirmar que é melhor viver como ateu do que ir todos os dias à igreja e passar a vida a odiar e a criticar os outros.

“Quantas vezes vemos o escândalo dessas pessoas que passam o dia na igreja, ou que lá vão todos os dias, e depois vivem a odiar ou a falar mal dos outros”, falou, com muita sabedoria.

Além disso, ele disse que as pessoas escolhem agir dessa maneira estão melhores sem ir para a Igreja:
“Vive como um ateu. Se vais à igreja, então vive como filho, como irmão, dá um verdadeiro exemplo”.

Papa Francisco apoiou o seu discurso no evangelho de São Mateus, que fala sobre as pessoas hipócritas que apenas rezam para conseguirem popularidade, “para ser vistos pelas pessoas”.


“Os pagãos acreditam que se reza a falar, a falar, a falar. Eu penso em muitos cristãos que acreditam que rezar é falar com Deus, salvo seja, como um papagaio. Não, rezar faz-se com o coração, a partir do interior”.

A mensagem do Papa faz muito sentido, e nos faz refletir sobre o verdadeiro significado de ir à igreja e ter uma conexão com Deus. Buscamos a palavra para adquirirmos conhecimento e moldarmos nossas vidas, de acordo com os princípios que consideramos ser corretos.



 A partir do momento que vamos à igreja, temos contato com os ensinamentos, sabemos como devemos nos comportar.

Quando ignoramos tudo o que aprendemos e agimos por conta própria, espalhando intolerância e desrespeito, vamos contra tudo o que essa doutrina ensina. Portanto, não faz sentido continuarmos frequentando a Igreja.

A palavra serve para nos orientar! Devemos estar abertos a essa realidade e viver de acordo com ela para que possamos realmente nos chamar de cristãos.



Que as palavras do Papa o façam refletir e, se necessário, fazer uma mudança de comportamento.
Se gostou da mensagem, comente abaixo e compartilhe com seus amigos!

Fonte:O segredo/ Luiza Fletcher

Advertisement