Escrever o próprio nome na bandana durante a operação: a ideia de um médico que pode salvar a vida dos pacientes.

- maio 27, 2019


Durante uma cirurgia, mesmo quando é uma operação simples ou rotineira, existe sempre o risco de que algo imprevisível possa acontecer. Nesses momentos, há muito pouco tempo para agir, é preciso estar perfeitamente coordenados e se entender rapidamente. Por isso, um médico que se tornou famoso em todo o mundo como "Rob, o anestesista" inventou uma maneira simples e engenhosa para melhorar a comunicação entre o pessoal de saúde.

A idéia é escrever o nome de médicos, assistentes e enfermeiras na bandana estéril que todo operador da sáude deve usar. Além de dados pessoais na bandana, também são impressas especializações: anestesista, cirurgião, enfermeira-chefe, etc.

Isso pode parecer trivial, mas isso economiza um tempo precioso em momentos críticos e, em alguns casos, até salva a vida das pessoas. Muitas vezes acontece que muitas pessoas estão presentes ou se alternam na sala de cirurgia, por isso é difícil lembrar de todos. Com bandanas e máscaras no rosto, às vezes é difícil reconhecer um ao outro.

Ao realizar uma cirurgia delicada, deve-se atuar em equipe, conhecendo o papel de cada um e sabendo exatamente a quem chamar, a fim de passar um instrumento particular ou para pedir para ser susbstituído para intervir em situações específicas.

A brilhante ideia, além de tornar o trabalho da equipe médica mais eficiente, também foi muito apreciada pelos próprios pacientes. É, na verdade, um sistema que torna o ambiente hospitalar mais familiar e menos difícil para aqueles que se encontram em um estado de tensão física e psicológica e vulnerabilidade.

Ao adotar a iniciativa de Rob, o anestesista, os recursos disponíveis também podem ser otimizados, pois um membro da equipe médica traz sua própria bandana personalizada para o trabalho. Isso evita o uso de descartáveis feitas de materiais não recicláveis, evitando gastos e também a poluição do meio ambiante com esse material.

A ideia também foi imitada por muitas outras clínicas e hospitais que copiaram a iniciativa. Espera-se que cada vez mais profissionais do setor também tomem como exemplo o fato de como uma simples ideia pode melhorar a qualidade dos serviços e preservar o bem-estar das pessoas.

Fonte: olhaquevideo / Redação
Advertisement