Advogado abre o jogo sobre acordo de Rose Miriam com Gugu em documento inédito.

- 3:40 PM


Após a revista Veja publicar uma reportagem sobre um documento de 2012 anexado ao processo de disputa pela herança de Gugu Liberato, em que consta que o estado civil de Rose Miriam Di Matteo era solteira, Nelson Wilians, advogado da mãe dos filhos do apresentador, explicou a situação.

Em entrevista à coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia, o profissional afirmou: “Usar esse argumento demonstra apenas desespero. A união estável não altera o estado civil – ou seja, os dois continuam solteiros, diferentemente se fossem casados, motivo pelo qual foi necessário o ajuizamento da competente ação de reconhecimento da união estável“.

Segundo o advogado, Rose e Gugu tinham se desentendido na época em que ela assinou o “termo de criação de filhos”. “É importante lembrar que o ‘compromisso’ foi elaborado com o reprovável intuito de fraudar a lei protetiva e apresentado à Rose Mirim somente 39 dias após alta hospitalar. Ela não tinha condições alguma de discernimento e lá mencionava essa doação desse imóvel e a famigerada pensão de US$ 10.000 por mês. Lembrando que é importante destacar que, depois, o casal voltou à relação de união estável novamente, ou seja, o que por um período ficou instável voltou a ser estável: a união”, explicou.

Quando questionado sobre a razão de a escritura do imóvel de Alphaville ser feita apenas em 2012, Nelson esclareceu: “Eles não fizeram essa escritura antes porque o imóvel só foi regularizado em 15/02/2012. Dessa forma, nem mesmo o tempo decorrido (alguns meses), muito menos a maliciosa repetição de fórmulas inverídicas já contidas no aludido ‘compromisso’ afastam a inegável verdade dos fatos: a união estável, pública, contínua e duradoura, com o objetivo de constituir família, havida e mantida ao longo de quase 20 anos por Gugu e Rose Miriam”.

“Gugu que era o responsável pela confecção e entrega do imposto de renda de Rose não o declarou lá – razão porque dissemos que Rose não ficou com nada. Basta ver o imposto de renda dela”, disse o advogado de Rose Miriam.

“Até onde se tem conhecimento, não há qualquer documento que conste expressamente que não havia união estável entre eles. Passada a instabilidade momentânea do casal, Gugu e Rose voltaram à união estável”, finalizou, confiante da vitória do processo.

Fonte: Redação do RD1

Advertisement