Caso Suzy: 'Detento tem o direito de ressocialização', diz Damares.

- 3:10 PM



Ao comentar o caso da trans Suzy Oliveira, que apareceu em uma reportagem do Fantástico, da TV Globo, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que todo detento tem direito a tratamento digno na prisão e à ressocialização, mas que não iria romantizar o crime.

Suzy foi personagem de uma matéria em que o médico Drauzio Varella expunha a solidão e o preconceito contra pessoas trans dentro dos presídios. No domingo (8), revelou-se que ela foi condenada e cumpre pena na Penitenciária José Parada Neto, em Guarulhos (SP), por ter estuprado e estrangulado uma criança de nove anos na capital paulista em 2010.

“A reportagem pegou um péssimo exemplo. Ela cometeu um crime bárbaro, grave. E temos que tomar cuidado com as reportagens que romantizam o crime”, disse Alves, questionada sobre o caso pelo deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) em vídeo publicado nesta segunda-feira (9) no Youtube. “Nós não vamos romantizar o crime, mas o detento tem o direito de ressocialização e, no mínimo, um tratamento digno lá dentro. Direitos humanos para todos, mesmo”.


PublicidadeFechar anúncio
A ministra expôs também dados de uma pesquisa feita pelo ministério que comanda. “As travestis chegam nos presídios e se tornam depósitos. Quando ficam nas celas, dentro delas escondem celulares, drogas. Elas vivem situação de degradação e o governo Bolsonaro está preocupado com isso”, disse.

“A travesti condenada tem que cumprir a pena imposta pela lei. Elas querem privilégio? Não. A pesquisa mostra que elas querem celas separadas, porque não conseguem dormir porque o tempo todo são estupradas nas celas”, contou.





Via:R7
Advertisement