Homem visita o Quênia para o safari e acaba abrindo uma biblioteca para crianças que conheceu lá.

- 8:17 AM



Em 2018, Roy Austin resolveu conhecer a África Oriental e fazer um safari pelo continente. Ele escolheu visitar cinco países, que considerava os mais atrativos para a viagem. Só que a vida de Roy mudaria completamente com essas férias. Quando ele voltou para casa, nos Estados Unidos, trouxe uma missão na mala: ajudar as crianças africanas.


Em alguns passeios que Roy fez em suas férias, ele conheceu moradores do Quênia, que ensinaram como funcionava o sistema educacional local. Foi quando Roy percebeu que queria fazer algo para retribuir!




Roy conheceu os alunos da Escola Primária e Secundária Amboseli. As crianças explicaram que o governo não constrói escolas para eles. Os governantes apenas fornecem os livros e professores necessários. Se a comunidade quiser uma escola, precisa levantar dinheiro suficiente para a construção, assim como levantar o prédio.

Quando Roy perguntou se a escola tinha biblioteca, um dos professores falou que não, mas que todos desejavam muito isso. Foi então que Roy percebeu que poderia fazer a diferença e decidiu enviar livros para eles!




Voltando para os Estados Unidos, Roy começou uma campanha para levantar valores e comprar mais livros para enviar ao Quênia. Esse foi o começo da ONG “Biblioteca Para Crianças”, onde ele compra e recebe doações de livros para enviá-los ao país africano.

Roy também busca apoio financeiro para construir bibliotecas escolares em áreas rurais do Quênia e da Tanzânia. E, claro, para as crianças do Amboseli!






No início ele teve muitas dificuldades para movimentar pessoas que buscassem apoio com ele. Mesmo ouvindo que não daria certo, Roy não desistiu de ajudar os pequenos africanos.

“Todo projeto que vale a pena terá problemas e obstáculos. Se você se concentrar nos problemas, nunca vai começar. Por outro lado, se você se concentrar no objetivo e resolver os problemas à medida que surgem, quase tudo é possível”, disse.




Atualmente, Roy já enviou mais de 1.000 livros para 11 escolas diferentes na África! E ele disse que quer multiplicar esse número.










Que iniciativa maravilhosa!

Fonte: fotos e informações do Inspire More

Advertisement