Jovem resgata animais de rua e vítimas de maus-tratos desde os 13 anos.

- 5:27 PM



 


Desde os seus 13 anos, ele se dedica a cuidar de animais de rua e daqueles que sofreram maus-tratos.


Esse amor começou quando entrou no curso de adestramento, e foi nessa época que ele encontrou uma cadelinha atropelada na rua e pensou que estivesse morta mas, ao tocar nela, percebeu que ainda respirava, então a levou para casa a fim de cuidar dela. Esse foi o pontapé inicial para Esdras começar os seus trabalhos de resgate, que hoje viraram um projeto.




 Toda noite, este estacionamento se transforma em um refúgio seguro para desabrigados


 Este pobre homem usa o pouco dinheiro que tem para alimentar animais de rua


 Cadelinha persegue carro de militares e é resgatada por eles






 

O Projeto Abrigo-Escola foi desenvolvido pelo jovem em São José dos Campos (SP), em um local alugado, onde abriga mais de 100 cães e gatos abandonados.

São muitos os gastos do jovem. Além do aluguel, ele gasta com remédios e procedimentos cirúrgicos dos animais que, muitas vezes, precisam de tratamento.


O sonho de Esdras é comprar um terreno e construir um espaço planejado para os animais, mas as condições financeiras ainda não lhe permitem essa conquista. De fato, esse fator sempre dificultou a realização do desejo do jovem de ajudar os animais de forma mais condizente com a necessidade deles.







 

Antes, ele cobrava pelo serviço de adestramento para pagar o tratamento dos animais resgatados, no entanto, nem sempre isso funcionava, já que ele era muito jovem e seu trabalho não tinha muita credibilidade.


Felizmente, pessoas bondosas e com objetivos semelhantes surgiram em seu caminho, oferecendo-se para ajudar o rapaz com relação ao tratamento dos animais, assim criaram um grupo no WhatsApp e posteriormente o Projeto Abrigo-Escola.





Antes de conseguir a casa alugada, Esdras alugou uma chácara após uma campanha de financiamento coletivo, entretanto, três meses depois, recebeu uma ordem de despejo, porque não tinha mais condições de pagar o aluguel. Ele precisou realocar os 25 cães na casa de amigos até encontrar um novo local para reuni-los. Esse foi um período bem difícil para ele.


Tive que voltar com todos eles. Essa época foi muito difícil. Lá no fundo, eu sabia que [o abrigo] poderia dar certo um dia. Mas muitas pessoas desacreditavam [nisso]. Eu tive que fazer uma nova campanha.


Esdras já tem uma quantia para investir no terreno, mas ainda precisa de muito. O site RPA organizou uma vaquinha para ajudar o jovem a arrecadar o montante necessário.





Amor que transborda para o seu semelhante

O amor de Esdras pelos animais é incrível, mas a bondade do jovem não para por aí. Há algum tempo, Esdras também resgatou uma senhora de 83 anos, que viva sozinha, acamada, em condições deploráveis. Ele a encontrou por meio de denúncias que recebeu sobre maus-tratos dos cães que ela possuía, mas ao chegar ao local onde vivia a idosa, viu que ela também precisava de ajuda. Então, levou-a para a própria casa.


“Foi uma luta até convencê-la, ela dizia que não ficava sozinha, que os bichos subiam na cama, mas eram ratos. Então, eu a abracei como se fosse parte de mim e fiz tudo o que pude por ela. Em casa, eu conseguia dar atenção para ela 24 horas por dia”, disse Esdras ao RPA.





Posteriormente, ela foi encaminhada para um asilo onde recebe frequentemente a visita de Esdras.


Em seu Instagram, Esdras mostra mais sobre sua luta diária com os animais.


Dedicar sua vida a cuidar de animais e também de pessoas não é algo que todos estão dispostos a fazer. É preciso ser altruísta e forte para superar as dificuldades e não desistir de sua missão.





Esdras é merecedor de todo o respeito e admiração, e também de ajuda. Se puder, contribua com a sua causa, ele e os animais merecem.


Também não deixe de compartilhar essa história em suas redes sociais!


 

reprodução/Instagram @esdras_protetor.

Com informações de RPA.

Advertisement