Casal com 60 anos de união se reencontra após 215 dias separados pela pandemia. Choraram de alegria.

- 6:12 AM


 

Esta é uma história de amor. José (86 anos) e Eva (82 anos) viveram uma vida inteira juntos, passando por momentos complexos, emocionantes e outros cheios de alegria. Este ano eles tiveram que enfrentar um desafio que nunca haviam experimentado antes: ficar separados por muito tempo.


Devido à pandemia, fcaram separados por 215 dias, como nunca tinbham feito antes. No momento do reencontro, houve emoção e lágrimas. “Eu te amo. Eu não pensei que eu voltaria aqui. Eu senti tanto sua falta! Por sessenta anos eu finalmente fiz algo certo”, disse o idoso entre lágrimas.


Veja o vídeo emocionante do reencontro:




Ambos moram na residência Rosecastle, na cidade de Delaney Creek (Austrália), onde foram tomadas todas as salvaguardas de isolamento para prevenir que seus moradores se infectassem.



 

Felizmente, nenhum deles contraiu o vírus, mas enfrentaram a solidão da quarentena e da separação obrigatória.


Tudo começou porque Joseph sofreu uma descompensação no início do ano devido ao diabetes. Ele teve que ser internado em um hospital pouco antes do início da pandemia.





A casa de saúde adotou todas as medidas correspondentes ao COVID-19 e, como Joseph havia estado em um hospital, expondo-se a contágios, teve que entrar em isolamento preventivo.


Geralmente, esse tempo de espera é de algumas semanas, mas infelizmente Joseph teve que se submeter a uma cirurgia para sua doença, sofrendo a amputação de uma perna e passando por um longo processo de reabilitação.

 

No total, eles passaram 215 dias separados.





Sua esposa deve ter ficado todo aquele tempo esperando para vê-lo, com pouca comunicação sobre sua saúde e com evidente tristeza. Eles fazem parte do grupo de risco da pandemia, portanto, expô-los era absolutamente proibido.


Foi uma longa espera, mas ele finalmente teve o m ais emocionante dos reencontros.




Neste sábado a espera acabou, e eles puderam se abraçar e se beijar após mais de 200 dias. Joseph estava sentado em sua cadeira de rodas, chorando e gritando o quanto ele a amava e sentia falta dela.



O casal se conheceu na adolescência e nunca mais se separou.

Destaques Psicologias do Brasil, com informações de UPSOCL.

Fotos: Rosecastle em Delaney Creek.


Advertisement