Ele venceu o câncer!: Menino que foi consolado pela irmã voltou para a escola com uma grande surpresa.

- 4:27 PM

 






Muitos de vocês já devem ter visto esta imagem tocante nas redes sociais onde um menino aparece acompanhado de sua irmã mais velha enquanto vomita devido ao forte tratamento de quimioterapia, o garoto sofria de leucemia desde muito cedo. Felizmente, ele levou a melhor nesta batalha.



 

“Estamos vendo novamente uma criança normal (…) É muito legal. A confiança deles aumentou ”, disse a mãe.




Enfrentar uma doença como esta não é nada fácil e é algo que não desejamos à ninguém, pois além dos efeitos adversos da quimioterapia, há também diversas complicações por causa da doença e nunca se sabe o que vai acontecer no dia seguinte.


Buscando um pouco de consolo em meio a esta difícil situação, a mãe do garoto começou a compartilhar uma série de fotos no qual mostrava a luta de seu filho mais novo contra os sintomas e os efeitos colaterais do tratamento quimioterápico, e em diversas fotografias, a irmã mais velha do garoto aparece sempre lhe dando apoio.





 

Quando tinha apenas 2 anos de idade, em 2018, Beckett foi diagnosticado com leucemia linfoblástica aguda. Dali em diante, o garoto teve que suportar momentos desafioadores acompanhado de sua família, amigos e conhecidos, para resistir ao seu tratamento.






Backett ganhou o apoio total de sua irmã, que o acompanhou em todos os seus momentos durante a luta contra a doença, a mãe do garoto, Kaitlin Burge e a irmã Aubrey, lhe deram todo o apoio que precisava e foram a âncora da criança neste mar de incertezas.


Felizmente, toda a luta valeu a pena e a melhoria de Beckett que todos tanto esperavam, aconteceu.



 

Em entrevista ao jornal Daily Mail, Kaitlin informou que os médicos disseram que o pequeno Beckett poderia voltar a estudar quando após constatarem uma melhora significativa com as quimioterapias, a volta aos estudos era um dos sonhos de Beckett e o garoto vibrou de alegria quando finalmente soube que iria retornar.


Segundo mãe de Beckett, o vínculo que os irmãos possuem é inquebrantável e foi um elemento fundamental na recuperação do filho.


“Eles desenvolveram um vínculo que apenas irmãos têm e que eu não poderia nem mesmo substituir”, diz ele.






Agora Beckett está com um sorriso no rosto e pôde reever seus amigos da escola que ficavam perguntando sobre sua saúde.


“Meu cérebro estava muito confuso e eu não entendia nada (…) Agora, é uma coisa interessante de ver. Outro dia estávamos sentados à mesa e ele lia “, continua a mãe.







É normal haver sequelas depois de passar por um tratamento tão agressivo como a quimioterapia, mas para Beckett este é o menor dos inconvenientes.


“Agora eles podem brincar como irmãos normais (…) Estão lá fora brincando juntos e sendo crianças”, finaliza.



Via:MFáceis

Advertisement