Família que estava em aeronave que deu pane em MT viajava de avião pela primeira vez

- 12:22 PM


 

Aeronave estava em movimento no solo antes de decolar e deu freada brusca devido a problema técnico. Passageiros tiveram que descer por escorregadores infláveis nas saídas de emergência.



                      Vendedora, marido e filho de 4 anos, que estavam em aeronave da Azul 

                     que deu pane em  MT, viajavam de avião pela primeira vez — Foto: Arquivo pessoal



Com o marido e o filho de 4 anos, a vendedora Natalya do Nascimento Campos pretendia ir à praia pela primeira vez. Eles nunca haviam feito uma viagem de avião, e o momento de alegria em família se tornou assustador quando a aeronave entrou em pane na madrugada desta quinta-feira (25), no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande (MT).


A aeronave, um modelo Airbus 320, não chegou a decolar, mas se movimentava no solo quando houve uma freada brusca. O escorregador inflável de emergência precisou ser acionado para que os passageiros pudesse descer. Algumas pessoas se feriram na hora de sair pelo escorregador.



Natalya está entre os cinco feridos que foram atendidos no Pronto Socorro de Várzea Grande.

                     Montagem avião MT/SP — Foto: reprodução e divulgação


Natalia explica que se machucou quando foi atingida pelo vento forte que saía de uma das turbinas. De acordo com a vendedora, uma comissária de bordo teria informado que a aeronave explodiria.



“Foi muito desespero quando ela falou que ia explodir, muitas pessoas se empurrando. Nós acabamos pensando no pior. Ninguém imagina que isso vai acontecer”.




          Passageiros precisam descer pelo escorregador da saída de emergência — Foto: Divulgação


Natalya conta que a aeronave estava lotada e que muitos passageiros demoraram a entender o que estava acontecendo.


“Quando ele freou, o pessoal acabou indo para frente e, de repente, a aeromoça começou a gritar para descermos. Não estava entendendo nada, não sabia o que estava acontecendo ou o que fazer. Ela só pedia para soltarmos o cinto e descer’.

  

Passageiros ficam feridos após pane em avião que iria para São Paulo



Socorro demorou

Segundo a vendedora, as equipes do Samu demoraram para chegar no aeroporto. Por isso, alguns passageiros procuraram atendimento médico por conta própria. Natalya descreve o cenário como desesperador.


Enquanto tentava deixar o local, ela percebeu quando um homem pulou pela janela da aeronave e acabou machucando os pés. Uma mulher grávida também foi socorrida. “Fui de ambulância para o Pronto Socorro, meu joelho estava muito inchado”.




Avião da Azul Linhas Aéreas iria decolar no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. — Foto: Reprodução


À espera de posicionamento da Azul

De repouso em casa por conta dos ferimentos no joelho, a vendedora explica que a Azul ainda não procurou a família para dar um posicionamento sobre a situação.



“Era uma viagem de férias, a primeira de avião. Íamos conhecer a praia, até agora ninguém entrou em contato. Era para ser um momento de alegria e está se tornando um pesadelo. Até o momento ninguém ligou para remarcar ou perguntar se estamos bem”.

Apesar da viagem à praia não ter acontecido, Natalya afirma que está aliviada, já que a situação poderia ter sido pior.


“Deus é maravilhoso. Ele colocou a mão ali e parou o avião, porque se ele tivesse decolado, poderia ter acontecido o pior”.


Azul informou prestar apoio a passageiros

A Azul Linhas Aéreas confirmou por meio de nota que a aeronave que realizaria o voo Cuiabá-Guarulhos teve sua decolagem abortada após a identificação de uma pane na aeronave, tendo o comandante do voo realizado o procedimento padrão previsto para esse tipo de situação.


"Os clientes evacuaram a aeronave por meio das saídas de emergência do avião. A Azul destaca que está prestando todo o apoio necessário aos clientes, lamenta o ocorrido e reforça que ações como essa são necessárias para garantir a segurança de suas operações", diz a nota.




Via:G1


Advertisement