“Perfume dela não sairá da minha mente”, diz bombeiro que ajudou a retirar corpo de Marília Mendonça

- 4:53 PM


 



“De um segundo para o outro, passamos da espera do fim do expediente para ir curtir o show da Marília Mendonça, para resgate da mesma e os demais que com ela estavam.” Esse é o trecho de um texto do soldado Johnn Leno, um dos bombeiros que participou do resgate do avião que vitimou a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas.


Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Ao g1, ele contou que esse seria o segundo show que iria da cantora. O primeiro foi em 2016, em Caratinga. Segundo o militar, quando a esposa, Michelly Dias, ficou sabendo do evento, ficou louca para ir.


“Quando a gente ficou sabendo que viria outro [show] aqui [em Caratinga], minha esposa ficou louca. Eu até chamei um militar, que inclusive foi o primeiro a entrar na aeronave, para ele e a esposa dele irem com a gente”, contou.


Johnn Leno atendeu a uma das muitas ligações recebidas no quartel informando do acidente. Segundo ele, uma moça falou que havia caído um avião e que, aparentemente, as vítimas estavam bem.


“Eu trabalho no setor administrativo. Como muita gente deve ter ligado, o 193 estava ocupado e caiu no setor em que eu trabalho. Quando atendi, uma mulher disse que o avião tinha caído naquela hora. Perguntei se tinha fumaça, fogo, se tinha alguém vivo. Ela respondeu que não tinha fogo e nem fumaça, mas que tinha um cheiro muito forte de combustível. Disse ainda que, pelo que ela tinha ouvido falar, o pessoal estava bem”, falou.






Após o telefonema, Johnn contou que achava que era uma ocorrência para socorrer as vítimas ao hospital. Nas redes sociais, o militar publicou que durante o trajeto para o local onde aconteceu o acidente não sabia que se tratava da aeronave da cantora.


“A princípio deslocando para a ocorrência sem saber que se tratava do avião da mesma, ao tomar ciência da informação veio aquele choque”, disse.


                                ‘Peguei ela no colo e senti o perfume’

     Johnn Leno durante trabalho no Corpo de Bombeiros — Foto: Johnn Leno/Arquivo Pessoal


Ao chegar no local, Johnn contou que ao ver que a aeronave não estava tão destruída, imaginou que as vítimas realmente estavam vivas. Perto da aeronave, o primeiro militar tentou falar com os passageiros, mas ninguém respondeu.



“Ele [o militar] adentrou lá, já começou a verbalizar, perguntando se tinha alguém vivo, foi aferir pulsação, ver se alguém estava respirando e ninguém respondeu. Como não podemos constatar o óbito, esperamos a chegada do médico do Samu”, relatou.


Durante os trabalhos, o militar que teve o primeiro contato falou a ele que parecia ter visto um corpo feminino e que poderia ser o de Marília Mendonça. Nesse momento, ele não conseguia acreditar.


“Eu queria acreditar que não era ela, que deveria ser alguém parecido. Eu estava no meio da cachoeira para poder receber os corpos e levar para a parte mais seca. Quando olhei e vi que era o rosto dela, pensei: ‘agora não tem como falar que não é ela’”, contou.

O militar já atendeu a outras ocorrências que tiveram vítimas fatais. Ele conta que são situações que sempre abalam, principalmente quando os familiares estão por perto. Mas atender ao acidente de Marília Mendonça foi ainda mais devastador.


“Quase todo dia de manhã, quando mexia em alguma coisa na casa, colocava a música dela para tocar. Aí você vai para uma ocorrência, sem saber que é ela, no meio do caminho vem aquela ideia que pode ser ela, aí você chega no local e confirma que é ela e você ainda ia no show dela. A minha cabeça não parou naquela hora. A ficha custou a cair”, disse.


O que mais marcou o militar durante o resgate da cantora foi o cheiro do perfume dela que ele sentiu.


“Eu até comentei com minha esposa que na hora que eu peguei ela [Marília Mendonça], eu senti um perfume bom que não vai sair da minha cabeça. Eu poderia ir no show, tira uma foto com ela e sentir o mesmo perfume, mas sentir ali, daquela forma, é uma situação que provavelmente não vai sair da cabeça”, concluiu.



Homenagem do Corpo de Bombeiros


Nas redes sociais, o Corpo de Bombeiros de Caratinga publicou um texto falando sobre a relação de Johnn com a sertaneja. A publicação começa dizendo que o militar se deslocou para o atendimento e se dedicou, mesmo sabendo haver chances de não poder ir ao show.


“Um fã, que ao responder ao nobre chamado, pela complexidade da ocorrência, provavelmente já sabia que seu empenho não terminaria antes da hora do show e que perderia a oportunidade singular de ver sua ídola”, publicou.

A postagem ainda fala sobre o psicológico do bombeiro militar ao descobrir que se tratava do avião da cantora Marília Mendonça.


“Nesse momento, o árduo treinamento psicológico é posto a prova, e o fã, com extremo profissionalismo, atende a ocorrência como atende a todas as outras, com excelência, com vigor, com técnica, com segurança e, sobretudo, com o mais alto grau de qualidade exigido nos protocolos operacionais da Corporação”, falou.


Apesar do choque após o atendimento, Johnn ainda teve forças para elogiar a trajetória da cantora nas redes sociais.


“Ocorrência que traz um grande trauma, visto que se trata de uma pessoa que faz parte da vida de milhões de pessoas inclusive a minha. Teve uma passagem rápida porém meteórica. Vai com Deus Marília, que Deus a tenha junto dEle. Você fez história”, concluiu.



‘As batidas da música pareciam nosso coração’

Johnn é um ouvinte assíduo do Rock, da MPB e do Reggae. Porém, curtia alguns artistas da música sertaneja. Marília Mendonça era um deles e, segundo ele, a única das vozes femininas.


“Eu sempre fui muito de escutar Rock, MPB, Reggae, só que tinham algumas músicas de alguns cantores sertanejos que chamavam a minha atenção. Mas feminino mesmo, que eu me lembre, só ela mesmo”, afirmou.


O que mais chamou a atenção do militar foi a melodia que as músicas de Marília Mendonça têm. E a primeira delas foi a estourada “Infiel”.


“Eu gosto das batidas, da percussão. Elas têm uma levada que parecem que estão batendo junto com o coração da gente. Comecei a escutá-la desde a música ‘Infiel’, que tem uma levada bacana para caramba! Desde aquela época venho acompanhando as músicas dela”, contou.

🤩 M O D A D O M O M E N T O 🤩 Quer aprender hoje a plantar a sua 🌳 Árvores Frutíferas no Vaso❓🍌🍊🍎 ​Faça a sua inscrição aqui ↪️✅ bit.ly/saibamais___arvoresfrutiferasnovaso 💚 🌱 Árvores Frutíferas para serem cultivadas dentro de casa ou apartamento ,na sala , cozinha, na varanda ou quintal.









Via:G1


Advertisement