Fuzileiro naval ucrâniano se sacrifica explodindo uma ponte para impedir o avanço da Rússia. - Papo Reto

Fuzileiro naval ucrâniano se sacrifica explodindo uma ponte para impedir o avanço da Rússia.

- 7:17 AM


Em 24 de fevereiro de 2022, soldados russos avançaram contra as forças ucrânianas, fazendo com que diversas mortes catastróficas fossem registradas logo nas primeiras horas.

A ameaça de uma possível ditadura russa mobilizou os ucranianos a retardar de todas as formas o avanço militar do país invasor. E foi isso que um militar ucraniano fez ao se sacrificar para conter o avanço das tropas russas.

Ao perceber o avanço dos russos, um esquadrão militar ucraniano que estava protegendo uma ponte na Crimeia decidiu abandoná-la , mas era necessário que alguém detonasse os explosivos, já que a ponte estava minada.



O jovem Vitaly Shakun era o responsável pelo controle a ponte. De acordo com relatos de seus parceiros, eles imploraram para que Vitaly detonasse as bombas, logo em seguida, ouviram a explosão, mas o bravo Vitaly nunca mais voltou.


Poucas horas depois, o chefe das Forças Armadas da Ucrânia anunciou no Facebook que Vitaly Shakun havia morrido devido às explosões. Seus companheiros foram autorizados a continuar em frente e devido ao sacrifício do bravo soldado, ele receberá todas as honras que lhe são devidas.

Advertisement